quarta-feira, 23 de abril de 2014

A Irmandade- Ordem satanista

O grupo, que secretamente denomina-se “A Irmandade”, é constituído por 
pessoas que adoram a Satanás e são diretamente controladas por ele. É uma seita 
que, além de prejudicial, está crescendo rapidamente. Os dois maiores centros 
ficam nos EUA. Um na costa oeste, mais precisamente em Los Angeles, São 
Francisco, e o outro na parte ocidental onde moro. Eles se dividem em grupos 
locais chamados de “Assembléias”. Estas variam de cinco a dez pessoas podendo 
chegar a milhares. É a mesma seita que Hal Lindsey descreve em seu livro 
“Satanás está vivo e ativo no planeta Terra” e Mike Warnke em “Satã o 
vendedor”. Não esquecendo de que Doreen Irvine, na Inglaterra, escreveu sobre a 
mesma no livro “Livre da Feitiçaria”.
Esta seita, é extremamente secreta, e não se guarda nada que seja escrito. 
Até mesmo os contratos com Satã, assinados com sangue pelos membros, são 
queimados pelo sacerdote superior e pela sacerdotisa superior. (Isto não é nem do 
conhecimento dos membros que estão em uma posição inferior). Os satanistas se infiltram em qualquer nível da sociedade, rica ou pobre. Estão entre os de
educação superior, a polícia, oficiais do governo, homens e mulheres de negócio,
e até entre os chamados ministros cristãos. Muitos freqüentam a igreja e são 
considerados “cidadãos de respeito”, devido ao envolvimento nas atividades civis 
locais. Tudo funciona como disfarce, vivem vidas duplas e são experientes 
mestres do engano.
“E não é de admirar; porque o próprio Satanás se 
transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os 
seus próprios ministros se transformem em ministros de 
justiça; e o fim deles será conforme as suas obras.” (II 
Coríntios 11.14-15)
Nas reuniões, eles usam nomes falsos, para que ao se encontrarem nas ruas, 
não reconheçam uns aos outros pelo nome verdadeiro. Eles são rigidamente 
disciplinados por Satanás e seus demônios e praticam sacrifícios humanos várias 
vezes ao ano e sacrifício animal mensalmente. Os sacrifícios humanos, em sua 
maioria, são de bebês nascidos de casais membros da seita. Todos os cuidados e 
até o parto são realizados por médicos e enfermeiras dentro da Irmandade. Assim, 
a mãe nunca é vista, o bebê não é registrado e nem mesmo sua morte. Entre os 
sacrifícios estão: os que são raptados, um determinado membro quando está sob 
disciplina ou os voluntários. Os últimos, penso eu, é por não suportarem mais a si 
mesmos.
Muitos são assassinos frios e sanguinários, extremamente habilidosos.
Cada Assembléia é liderada por um sacerdote superior e por uma 
sacerdotisa superior. Eles chegam à essa posição, quando acham “graça” diante de 
Satã, por meio da execução de determinadas tarefas e pela obtenção de altos 
poderes de bruxaria. São muitas as disputas entre os membros dentro da própria 
seita. Existe também uma sociedade elitizada de bruxas que se denominam As 
Irmãs da Luz. Não deixando de mencionar outros grupos nos EUA que se 
denominam “Os Iluminados”. A maioria não faz parte da Irmandade. Os que são 
ligados a ela são os Iluminados que descendem diretamente dos “Druidas” 
(sacerdotes dos antigos Celtas) na Inglaterra. Eles são perigosos e extremamente 
poderosos. Praticam com freqüência sacrifícios humanos.
As Irmãs da luz vieram da Europa para os Estados Unidos em meados do 
século XVIII, época sombria no continente europeu. Não obstante, suas raízes 
fundamentam-se nas feiticeiras do Egito antigo e da Babilônia que possuíam 
poderes o suficiente para reproduzir três entre as dez pragas enviadas sobre o 
Egito no tempo de Moisés (veja Êxodo capítulo 7). Elas são incrivelmente 
poderosas. Capazes de produzir doenças e até mesmo morte sem ter o mínimo 
contato físico com a vítima. Para tanto, contam com a cumplicidade dos 
demônios. Infelizmente, são iludidas a pensar que estão no controle, quando, na verdade, elas é que são controladas e usadas para os desígnios do diabo e seus
demônios.
Incríveis atrocidades são cometidos na seita por pessoas controladas pelos 
demônios. Elas chegam ao extremo de perder todas as emoções de amor e 
compaixão e tornam-se tão cruéis que dificilmente parecem humanas. Abordarei 
sobre esse assunto mais tarde.
O rápido crescimento da Irmandade é um marco do final dos tempos e um 
cumprimento da profecia bíblica.
Nos Estados Unidos, e por todo o mundo, existem milhares de pessoas e 
seitas que adoram e servem a Satanás usando diversos e diferentes nomes. Muitos 
o chamam de “mestre”. Os costumes e estilo de adoração variam muito de uma 
organização para outra

Informações do Livro ''Ele veio para libertar os cativos''
De Rebecca Brown
Capitulo 1- A Irmandade

4 comentários:

  1. Muito interessante, quero me aprofundar em conhecer esse assunto, me interessa muito... Luis Neto

    ResponderExcluir
  2. Essa história de irmandade, é só pra vender livros, conheci um pessoal que se diziam satanistas, mas estavam em dificuldades financeiras, foi pedir para os mais de 3 mil "irmãos;irmãs" a quantia de 30 reais mensais, que a irmandade se desfez, o que o senhor Daniel Mastral conta nos seus livros "Filho do Fogo", se realmente existiu não foi no Brasil, pois aqui os que se dizem satanistas, não tem apoio suficiente pra criar uma irmandade com o poderio aquisitivo que ele conta nos seus livros.

    ResponderExcluir
  3. Uma grande estratégia de satanás é fazer com que as pessoas não creiam na existência dele ou das suas obras. Assim fica fácil levar pessoas ao abismo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...