sábado, 12 de outubro de 2013

Tempo cíclico, tudo se repete,as sombras da biblia



O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol.
Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós.
Já não há lembrança das coisas que precederam, e das coisas que hão de ser também delas não haverá lembrança, entre os que hão de vir depois. 
Eclesiastes 1:9-11

O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou. 
Eclesiastes 3:15


UNIVERSO É CÍCLICO(Vive em ciclos)

Isso acontece por que o universo é cíclico.

O que aconteceu no passado acontecerá no futuro.

Nero, Hitler, Napoleão por exemplo são sombra do anticristo que virá por isso deu a impressão que eles tinham cumprido tantas profecias.

O cordeiro pascal era sombra de Yeshua que morreria pelos nossos pecados.
Abraão sacrificando Isac também era uma sombra de Adonai enviando Yeshua por nós


A corrupção de Israel na época da primeira vinda de Yeshua é idêntica a corrupção da igreja hoje por que as coisas se repetem.

A história de José que foi governador do Egito em Gênesis é muito similar a história de Yeshua. 

Isso acontece o tempo todo na história.

Fatos que se repetem ciclicamente. 
Vejam os exemplos:


Extra bíblico

CURIOSO?
Abraham Lincoln foi eleito para o Congresso em 1846.
John F. Kennedy foi eleito para o Congresso em 1946.

Abraham Lincoln foi eleito Presidente dos EUA em 1860.
John F. Kennedy foi eleito Presidente dos EUA em 1960.

Ambos se preocupavam muito com, sobretudo, os direitos civis.
Ambas as suas esposas perderam crianças enquanto habitavam a casa branca.

Ambos os Presidentes foram assassinados numa sexta-feira.
Ambos os Presidentes levaram um tiro na cabeça.

E agora é que se torna mais estranho:

O secretário de Lincoln chamava-se Kennedy,
O secretário de Kennedy chamava-se Lincoln.

Ambos foram assassinados por alguém dos estados do sul.
Ambos os Presidentes foram sucedidos por um homem do sul chamado Johnson.


Andrew Johnson, que sucedeu a Lincoln, nasceu em 1808.
Lyndon Johnson, que sucedeu a Kennedy, nasceu em 1908.

John Wilkes Booth, que assassinou Lincoln, nasceu em 1839…
Lee Harvey Oswald, que assassinou Kennedy, nasceu em 1939…

Ambos os assassinos eram conhecidos pelos seus 3 nomes.
Ambos os seus nomes eram formados por 15 letras.

E agora, segura-te:
Lincoln foi assassinado num teatro chamado “Ford”

Kennedy foi assassinado num carro da marca Lincoln, feito pela “Ford”

Lincoln foi assassinado num teatro e o seu assassino correu para um armazém para se esconder.
Kennedy foi assassinado a partir dum armazém e o seu assassino fugiu para um teatro e escondeu-se lá.

Booth e Oswald foram assassinados antes do seu processo.

1 semana antes de Lincoln ser assassinado, ele esteve em Monroe, no estado de Maryland
1 semana antes de Kennedy ser assassinado, ele esteve com Marilyn Monroe.






CASAMENTO DE ISAQUE E REBECA E ARREBATAMENTO
Abraão viu que seu filho Isaque já estava na idade de se casar. Por isso, providenciou que Isaque se unisse a uma crente, pois vemos que Eliézer foi enviado á Mesopotâmia para encontrá-la no meio da sua parentela. Abraão não queria que ele se unisse a uma pagã canaanita. FlávioJosefo afirmou que Isaque já tinha 40 anos quando Abraão decidiu casá-lo. O casamento de Isaque trata-se de um casamento planejado nos céus. Mas, vemos nesse episódio uma tipologia, isto é, uma sombra de como será o arrebatamento da igreja. Vamos aos detalhes:Abraão envia Eliézer para buscar uma esposa para seu filho IsaqueAssim como Eliézer, servo de Abraão, foi enviado para buscar uma esposa para seu filho, Isaque, Deus Pai enviou o Espírito Santo para buscar uma noiva para seu filho, Jesus Cristo (At 2.1). À semelhança do servo que não falou por si mesmo, o Espírito não fala por sua própria conta, mas fala acerca do Filho da promessa (João 16:13-15). Da mesma forma que o servo presenteou a Rebeca com coisas preciosas como uma antecipação das riquezas de Isaque, o Espírito concede dons e penhor do Espírito à Igreja (II Co 1:22). Sabemos que Isaque ficou com Abraão enquanto Eliézer foi em busca de Rebeca. Assim, sabemos que O Filho, Jesus Cristo hoje está assentado á direita de Deus Pai (At 2.33; 5.31; Hb 8.1), enquanto o Espírito Santo prepara a noiva do Cordeiro que é a Igreja de Cristo (Jo 3.29; Ap 19.7;22.17;).
Eliézer orou ao Senhor para que lhe ajudasse a encontrar a noiva certa para o filho do 
seu senhor (Gn 24.12). O Espírito também intercede pela igreja de Cristo
(Rm 8.28). Rebeca era belíssima e virgem (Gn 24.16). Sabemos que 
virgindade simbologicamente refere-se á pureza, santidade. A igreja que o
Espírito vai apresentar a Jesus é santa, pura e irrepreensível (Ef 5.27; Hb 12.24). Como Rebeca creu em Isaque e o amou sem havê-lo visto, o crente crê em Cristo sem vê-lo, ama-o e se alegra com alegria inefável e gloriosa (I Pe 1:8). Finalmente, vê-se na longa viagem que Rebeca tinha de fazer, a imagem da jornada do cristão para seu lar celestial.

Isaque vai ao encontro de Eliézer com sua noiva

Outro fato que me chama a atenção e me deixa maravilhado, é que Isaque estava
orando no campo. Provavelmente ansioso para ver sua futura noiva (Gn 
22.61). Isaque encontrou Rebeca e Eliézer no meio do caminho. É 
maravilhoso encontrar nas Escrituras que Cristo virá buscar a sua noiva 
entre os céus e a terra, isto é, no meio do caminho, nos ares:

(ITessalonicenses 4:17) - Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
Imagino a alegria e o amor de Isaque e Rebeca ao cruzarem seus olhos no campo. Da mesma forma, grande será o amor de Cristo para com a sua noiva, a igreja do 
Senhor. (Gênesis 24:67) - E Isaque trouxe-a... e tomou a Rebeca, e foi-lhe por mulher, e amou-a... 

O que está reservado para nós naquele grande dia!?

Observem as comparações
a) Abraão - Deus, o Pai;

b) Isaque - Deus, o Filho;

c) Eliézer - Deus, o Espírito Santo;

d) Sara - Israel;

e) Rebeca - Igreja;

f) Labão - mundo;

g) Quetura - Israel restaurado.


Outras evidencias
Sabemos que a historia é cíclica, já houveram muitos anticristos, já houveram 
muitas perseguições no passado, cativeiros, fugas, mártires, 
resistências, julgamentos divinos, e até mesmo arrebatamentos e etc

Deus puniu o mundo com uma chuva de 40 dias mas antes salvou Noé e sua família

Deus puniu Sodoma e Gomorra mas somente depois de ter retirado Lot e os outros

Eclesiastes prova que não existe nada novo e o que vai acontecer nada mais é do que
uma sombra do que já houve no passado, Adonai jamais enviou uma punição
de grandes proporções sem antes ter preparado seu povo através dos mensageiros.

OBSERVEMOS OS ACONTECIMENTOS DOS CAPÍTULOS 22 A 25
Capítulo 22 - Deus prova a fé de Abraão, pedindo Isaque em sacrifício. Abraão é 
uma figura profética de Deus, O Pai, e Isaque, representa Jesus Cristo, 
Deus, O Filho. Como o próprio Isaque levou a lenha para o sacrifício, da
mesma forma, foi Jesus mesmo que, sozinho, levou a pesada cruz nos 
ombros. Portanto, o sacrifício de Isaque é ao mesmo tempo uma sombra 
profética do sacrifício de Jesus na Cruz. Como Isaque não morreu, mas 
desceu do monte juntamente com o seu pai, isto aponta para a 
ressurreição de Jesus. 

Capítulo 23 - A morte de Sara - Sara, esposa de Abraão, representa o povo de Israel, que após a morte e ressurreição de Jesus, foi rejeitado por Deus, por um pouco de tempo, e espalhado para os quatro cantos da terra no ano 70 da Era Cristã, pelo 
exército romano. Isso foi profetizado na morte de Sara (= símbolo de
Israel). Como já dissemos, no Antigo Testamento, os profetas chamaram 
muitas vezes Israel de Esposa do Senhor. 

Capítulo 24 - Neste capítulo do Gênesis, a Bíblia diz que após a morte de Sara, Abraão envia seu Servo de confiança para procurar uma noiva para seu filho. Com a 
rejeição de Jesus por Israel, Deus deu-lhe um outro povo, chamado Igreja
(um organismo espiritual formado por judeus e gentios, ou seja, nações 
não judaicas). A profecia é muito clara: Abraão (Deus Pai) envia Eliezer
(Deus Espírito Santo) a buscar uma noiva (A Igreja) para seu filho 
Isaque (Deus Filho, Jesus), após a morte de Sara (rejeição de Israel). 
Vejamos outras características especiais deste capitulo: 

a) É o maior capítulo do Gênesis. É uma profecia do longo tempo de 
oportunidade que Deus deu ao homem para que se reconciliasse com Ele, 
por meio de Jesus Cristo. Esse tempo de Graça já passou de 2000 anos, e 
em breve chegará ao fim, quando Jesus retornar para levar a Sua Noiva. 


b)Ao chegar na terra de Arã, o servo de Abraão encontra a jovem Rebeca,
uma virgem formosa, filha de Labão (aqui representando o mundo).

c) Ela aceita prontamente o convite para ir ao 
encontro de Isaque, mas Labão tenta retardar esse encontro. Temos aqui 
uma ilustração do mundo tentando impedir que a Igreja (Noiva de Cristo) 
avance em direção ao Amado. 

d) Eliezer levou muitos presentes para Rebeca: jóias de prata (na Bíblia, a prata simboliza sacrifício, ou seja, a redenção); jóias de ouro (símbolo de glória) e vestidos. Isaías 61.10 fala das vestes de salvação que o homem precisa vestir para ter 
paz com Deus. 

e) O encontro de Eliezer com Rebeca é uma profecia do Pentecostes (o encontro entre O Espírito Santo e a Igreja). 

Final do capítulo 24 - O encontro entre Isaque e Rebeca. Profecias especiais sobre o futuro. 

a)O encontro entre Isaque e Rebeca acontece no final do longo capítulo.
O encontro entre Cristo e a Igreja acontecerá no final do tempo do 
homem (hoje já ultrapassamos os 6.000 anos). 

b) Os dois se encontram no meio do caminho (nem na terra de Isaque e nem na terra de Rebeca) - Cristo e a Igreja se encontrarão nos ares (nem no céu e nem na
terra) - 1 Tessalonicenses 4.16-17. 

c) Eles se encontraram ao cair da tarde - Antes da escura noite da Grande Tribulação a Igreja será levada ao encontro de Jesus - Isaías 60.2; Mateus 25.6. 

d) Isaque levou Rebeca para a tenda de Sara (figura da Nova Jerusalém, para onde Jesus levará a Igreja - Apocalipse 21).

O Casamento
Capítulo 25 - Neste capítulo Abraão casa com outra mulher chamada Quetura (o 
segundo casamento de Abraão só é mencionado DEPOIS do casamento de 
Isaque) - Os profetas dizem que após o encontro entre Jesus e a Igreja 
(Isaque e Rebeca), Deus se voltará novamente para Israel (que estará 
restaurado, renovado espiritualmente, a nova esposa do Senhor). Aqui se 
encaixa a profecia sobre as 10 virgens. 

Portanto, de acordo com essa maravilhosa profecia de Gênesis 24, nos encontramos 
hoje nos momentos finais que antecedem o casamento entre Cristo e Sua 
Igreja. Atualmente, a maior necessidade do homem é se reconciliar com 
Deus para pertencer à Noiva de Cristo (cujo destino é o céu). Diante do 
breve casamento de Jesus Cristo haverá três grupos de pessoas: 

1 – Os que participarão do casamento como Noiva; 

2- Os que participarão como convidados (também é bom fazer parte dos 
convidados, mas lembre-se: esses convidados terão que passar por um 
grande aperto a fim de serem dignos de participarem da ceia das bodas); 

3– Os que ficarão fora (nem noiva e nem convidados) – estarão excluídos 
da presença de Deus – e não existe nada pior do que isto! De qual grupo 
você faz parte? 

“Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25.6).








PARALELISMO ENTRE YOSEF(JOSÉ) E YESHUA (JESUS)
1º vivia entre os 12 irmãos (Israel)......x....1º Vivia com os 12 Emissários = Israel;
2º Foi traído pelos seus irmãos...........x.... 2º Traído pelos seus Irmãos, Israel;
3º Foi levado para o Egito....................x.....3º Foi levado para o Egito;
4º Vendido por dinheiro em prata........x.... .4º Vendido por dinheiro em prata;
5º Amado por seu Pai.......................... x......5º Amado por seu Pai;
6º Acusado injustamente......................x......6º Acusado injustamente;
7º Preso com 2 Prisioneiros..................x......7º Preso com 2 Malfeitores;
8º Um se salvou e o outro pereceu.......x......8º Um se salvou e o outro pereceu;
9º vida pública aos 30 anos...................x......9º Se manifestou aos 30 anos;
10º Salvador do mundo.........................x.....10º Salvador da humanidade;
11° Governou o mundo.........................x.....11º Governará toda terra;
12º Só um estava acima dele no trono..x.....12º Só um está acima dele no trono;

Ultimo exemplo, deste site
o texto é bom, apesar de fazer a caveira do ex presidente do Irã, o que a midia Iluuminati  gostava
http://gospel-semeadores-da.forumeiros.com/t6772-a-guerra-de-davi-e-golias-como-sombra-dos-acontecimentos-futuros

A GUERRA DE DAVI E GOLIAS COMO SOMBRA DOS ACONTECIMENTOS FUTUROS 

TODA A BÍBLIA É PROFECIA! Esta afirmação ousada não tem nada de herética, pois não estamos afirmando que as histórias bíblicas são apenas alegorias (como a maioria dos críticos modernos adora pregar). A verdade clara como as águas cristalinas é que por trás de cada história bíblica (baseada em fatos que realmente ocorreram e dos quais há centenas de evidências), existem profecias ocultas, sempre apontando para o futuro. Cada evento real é ao mesmo tempo uma sombra profética de outro evento que ocorrerá futuramente numa proporção muito maior. Em Isaias 46.9-10, Deus diz que “CONHECE O FIM DESDE O PRINCIPIO”. 

Todos os acontecimentos históricos do livro de Gênesis são ao mesmo tempo sombras proféticas dos acontecimentos futuros. Jesus mesmo afirmou isso quando disse: “COMO ACONTECEU NOS DIAS DE NOÉ, ASSIM TAMBÉM SERÁ NOS DIAS DO FILHO DO HOMEM.” (Lucas 17.26). E quando comparamos o capítulo 6 de Gênesis com os acontecimentos atuais vemos o quanto Jesus estava certo. 
Há dezenas de acontecimentos em Gênesis que são sombras dos acontecimentos do Apocalipse: 

• Gênesis 5 - Arrebatamento de Enoque – uma sombra do Arrebatamento da Igreja; 
• Gênesis 6,7 e 8 – O Dilúvio (Noé preservado dentro da Arca) – Sombras da futura Grande Tribulação, e da preservação de Israel; 
• Gênesis 11 – A Torre de Babel – sombras do futuro governo mundial; 
• Gênesis 19 – A destruição de Sodoma e Gomorra – sombras do julgamento futuro; 
• Gênesis 24 – O casamento de Isaque e Rebeca – sombras do Arrebatamento; 
• Gênesis 32 – A luta de Jacó – sombras da futura Tribulação de Israel; 
• Gênesis 40-45 – A história de José – Sombras da história passada, presente e futura de Israel. 

Futuramente, se Deus quiser, exploraremos cada um desses tópicos. Vejamos ainda algumas curiosidades numéricas: 

Há uma relação entre os 3 primeiros capítulos do Gênesis e os 3 últimos do Apocalipse; e o 7.º capítulo da Bíblia se parece com o 7.º contando do fim para o começo (Apocalipse 16) – ambos falam em Julgamento global e citam coleções de coisas envolvendo o número 7 (7 pares dos animais puros, 7 dias, 7 taças da ira, etc). 

O 14.º capítulo de Gênesis (uma guerra envolvendo o Iraque (Sinear) se parece com o 14.º (do fim para o começo – Apocalipse 9), que envolve o rio Eufrates (no Iraque). 

O 6.º capítulo de Gênesis e o 6.º do fim para o começo (Apocalipse 17) falam de corrupção universal. 

Alguém já observou que os capítulos de Gênesis coincidem exatamente com o significado dos números na Bíblia (outro assunto que estudaremos futuramente, se Deus quiser). Vamos estudar agora a luta de Davi contra Golias e descobrir os profundos paralelos proféticos com a história de Israel atual e futura. 

A história narrada em I Samuel 17.40-50 já foi muito explorada, mas raramente alguém se lembra do seu significado profético. Essa história mostra: 

I – A SITUAÇÃO MUNDIAL ATUAL – Assim como o povo de Israel estava acossado diante da ameaça do filisteu Golias, atualmente, o pequeno Israel se encontra numa situação crítica, ameaçado pelo gigantesco povo árabe, cujo desejo é o extermínio de todos os judeus. Portanto, hoje Golias representa muito bem o império Islâmico, com sua política anti-semita. 

II – O PEQUENO E O GIGANTE – Enquanto Israel é uma nação com pouco mais de 6.000.000 de habitantes, os árabes são 640 vezes maiores (somente o número de seguidores da religião islâmica já passa de 2 BILHÕES). O contraste entre Israel e seus inimigos é incrível. 

III – A TRIPLICE VITÓRIA DE DAVI E SEU SIGNIFICADO PROFÉTICO – Antes de enfrentar o gigante, Davi tinha matado um leão e um urso. 


1 – PARA ISRAEL 

a) O leão – símbolo de Babilônia (= de onde vem o Iraque), conforme Daniel 7. Essa nação já tentou muitas vezes aniquilar Israel, mas sempre saiu perdendo. Em 1981, num ataque surpresa, a Força Aérea Israelense detonou todos os arsenais nucleares que o governo iraquiano estava fabricando. Se isto não tivesse acontecido, a Guerra do Golfo em 1991 teria sido tragicamente pior para todo mundo. Mas, o leão foi ferido pelo pequeno Davi. Atualmente, o leão babilônico encontra-se ferido. 

b) O urso – Nas profecias (Daniel 7), o urso simboliza o império Persa (= de onde vem o Irã, outro país que tem ameaçado Israel de várias formas, mas nunca conseguiu nem lançar um míssil contra a nação de Deus). Mas Israel que abra os olhos, pois o atual líder iraniano é uma grande ameaça. Que venha o urso, Davi o matará! 


Nos tempos modernos, o urso também simboliza a Rússia (e muitos estudiosos afirmam, com base em Ezequiel 38 e 39) que um dia um grande inimigo do extremo Norte de Israel (onde atualmente se encontra a Rússia e seus aliados), avançará para o Oriente Médio, numa tentativa de destruir a descendência de Jacó. Que venha o urso, Davi o matará! 

Como os antigos impérios babilônicos e persas ocuparam todo o Oriente Médio, atualmente o “leão” e o “urso” simbolizam também todos os povos árabes inimigos de Israel, todos derrotados em diversos momentos da História, desde o retorno de Israel em 1948. 

Em Amós 9.14-15, Deus diz sobre Israel: “PLANTÁ-LOS-EI NA SUA TERRA, E, DESSA TERRA QUE LHES DEI, JÁ NÃO SERÃO ARRANCADOS, DIZ O SENHOR TEU DEUS”. Desde 1948 até agora têm sido infrutíferas todas as tentativas de se expulsar Israel de sua terra. Eles enfrentaram 6 grandes guerras (1948, 1956, 1967, 1973, 1982 e 1991), e continuam lá. O leão e o urso não são páreo para o pequeno Davi!


Levando-se em consideração a superioridade militar dos árabes, é difícil acreditar que Israel tenha vencido todas essas guerras sem a ajuda de Deus. Na verdade, os profetas disseram que Deus haveria de lutar por Israel no final dos tempos. É uma afirmação polêmica, mas não podemos interpretar os textos sagrados de outra maneira. 

As duas piores guerras, que quase destruíram Israel foram as de 1967 (Guerra dos 6 dias) e 1973 (Guerra do Yom Kippur). Em todas Israel sempre foi atacado primeiro; em 1973 foram até pegos de surpresa (pois era o dia da Expiação (Yom Kippur), quando até mesmo os soldados deixam as armas e vão jejuar). Veja só o resultado: 

-Guerra de 1967 – nos 6 dias da guerra morreram 10.000 egípcios, 15.000 jordanianos e milhares de sírios, iraquianos e combatentes de outros países. Somente o Egito perdeu 400 aviões, 600 tanques e milhares de peças de artilharia, munições, armas leves e veículos, superando o valor de um bilhão e meio de dólares. Em toda a guerra, apenas 700 soldados judeus perderam a vida. E Israel ainda reconquistou Jerusalém que estava há 2.500 anos em mãos estrangeiras. Coincidência? Sorte? Não! Foi o cumprimento de Amós 9.15: “...DESSA TERRA QUE LHES DEI, JÁ NÃO SERÃO ARRANCADOS, DIZ O SENHOR TEU DEUS.” (Informações colhidas no livro ISRAEL, GOGUE E O ANTICRISTO, Abraão de Almeida, 1989, CPAD). 


-Guerra de 1973 – Segundo cálculos do Instituto Estratégico Internacional, sediado em Londres, egípcios e sírios perderam nesta guerra o total de 22.000 homens, tendo o Egito 15.000 mortos e 45.000 feridos, e a Síria 7.000 mortos e 21.000 feridos. Israel teve 2.812 mortos e 7.500 feridos. 

No livro de Números (capítulo 24.18) diz: “ISRAEL FARÁ PROEZAS”. Depois de enfrentar o leão e o urso, Davi enfrentou: 

c) Golias – Após as guerras contra seus vizinhos árabes, Israel terá de lutar contra todas as nações, lideradas pelo Anticristo (O Golias final) – Zacarias 12 e 14; Joel 3; etc. 

2 – O SIGNIFICADO PARA A IGREJA CRISTÃ – A Palavra de Deus diz que o Cristão possui três inimigos terríveis, que podem muito bem ser simbolizados pelos três inimigos de Davi. 

a) O leão – simboliza Satanás – ele é comparado a leão em várias passagens. 
b) O urso – o mundo 
c) Golias – a carne 


IV – A APARIÇÃO DE GOLIAS – PROFECIA DA APARIÇÃO DO ANTICRISTO! 

1 – Golias surgiu dentre as fileiras dos filisteus como se viesse do nada – “TRAZIA NA CABEÇA UM CAPACETE DE BRONZE...A HASTE DE SUA LANÇA ERA COMO O EIXO DO TECELÃO, E A PONTA DA SUA LANÇA DE 600 SICLOS DE FERRO” (I Sm 17.4-7). Sobre o Anticristo, as profecias dizem: 

“O QUARTO ANIMAL...MUITO TERRIVEL, CUJOS DENTES ERAM DE FERRO, E CUJAS UNHAS ERAM DE BRONZE...” (Dn 7.19-23) 

2 – Golias tinha 6 côvados e um palmo de altura, e a ponta de sua lança pesava 600 siclos de ferro – Aí está o número do homem rebelde, a Besta 666. 

3 – Falava com arrogância – I Sm 17.8,10-11 – Da mesma forma fará o Anticristo. 

“FOI-LHE DADA UMA BOCA QUE PROFERIA ARROGÂNCIAS E BLASFÊMIAS, E AUTORIDADE PARA AGIR 42 MESES; E ABRIU SUA BOCA EM BLASFÊMIAS CONTRA DEUS, PARA LHE DIFAMAR O NOME E DIFAMAR O TABERNÁCULO, A SABER, OS QUE HABITAM NO CÉU” – Ap 13.5-6 

4 – Inicialmente, ninguém ousava lutar contra Golias – Inicialmente, ninguém ousará enfrentar o Anticristo - “...E TODA A TERRA SE MARAVILHOU, SEGUINDO A BESTA; E ADORARAM O DRAGÃO PORQUE DEU A SUA AUTORIDADE À BESTA; TAMBÉM ADORARAM A BESTA, DIZENDO: QUEM E SEMELHANTE À BESTA? QUEM PODE PÉLEJAR CONTRA ELA?” – Ap 13.3-4. 

5 – Golias tinha um escudeiro que ia adiante dele – I Sm 17.7, 41.-A Besta da terra (= Falso Profeta) é a escudeira da Besta do Mar (= Anticristo) – Ap 13. 

6 – A luta de Golias era com Israel – Da mesma forma a luta do Anticristo - Zc 12 e 14 

7 – Davi diz que as aves do céu vão comer a carne de Golias – I Sm 17.46 – Em Apocalipse 19.17-18, um anjo convida as aves do céu para comerem a carne das nações que estão contra Israel. 

V – AS 7 FRASES DE DAVI – Antes de se encontrar com Golias, Davi falou 6 vezes – sua 6.ª fala reflete a situação do homem sem Deus, o velho homem. Davi reclama que não consegue caminhar com a armadura de Saul. O velho homem, com sua roupagem de pecado, nunca vencerá o mundo. Então Davi deixa a capa de Saul e segue apenas confiando em Deus (essa é a atitude do novo homem)! 

Ao se encontrar com Golias, Davi falou pela 7.ª vez – com uma ousadia que fez o gigante tremer. 

“Tu vens a mim com espada, com lança e com escudo; mas eu venho a ti em nome do Senhor dos exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado. Hoje mesmo o Senhor te entregará na minha mão; ferir-te-ei, e tirar-te-ei a cabeça; os cadáveres do arraial dos filisteus darei hoje mesmo às aves do céu e às feras da terra; para que toda a terra saiba que há Deus em Israel; e para que toda esta assembléia saiba que o Senhor salva, não com espada, nem com lança; pois do Senhor é a batalha, e ele vos entregará em nossas mãos.” 
(I Samuel 17.45-47) 

* A expressão “SENHOR DOS EXÉRCITOS” aparece 287 vezes na Bíblia (41 x 7). Destas, aparece 7 vezes nos Salmos. 

VI – AS 5 PEDRAS – Por que Davi apanhou exatamente 5 pedras? 

1 – Somente uma foi necessária para derrubar o gigante – Só existe Alguém em toda a história que foi comparado à uma pedra - JESUS. É bom lembrar também que no monte da tentação, Jesus tinha à disposição os 5 livros da Lei, mas usou somente um contra Satanás (Os três versículos citados por Jesus estão escritos no 5.º livro da Lei). 

“A PEDRA QUE OS CONSTRUTORES REJEITARAM, ESSA VEIO A SER A PRINCIPAL PEDRA ANGULAR...TODO O QUE CAIR SOBRE ESTA PEDRA FICARÁ EM PEDAÇOS; E AQUELE SOBRE QUEM ELA CAIR FICARÁ REDUZIDO A PÓ” – Mt 21.42,44. 

a) Jesus, a Pedra de Tropeço e Rocha de ofensa – rejeitada por Israel – Is 8.14-15; Rm 9.32-33; I Co 1.23; I Pe 2.8. 

b) Jesus, a Pedra Fundamental e a Pedra angular – onde a Igreja está edificada – I Co 3.11; Ef 2.20-22; I Pe 2.4-5. 

c) Jesus, a Pedra Esmagadora, cortada sem auxilio de mãos – para destruição dos poderes gentios anticristãos – Dn 2. 

2 – As 4 pedras restantes da sacola de Davi representam o povo de Deus retirado de todas as nações – Ap 5.9; I Pe 2.5. O número 4 simboliza o mundo. 

3 – Por que Davi pegou as pedras no ribeiro? – Porque todos os filhos de Deus foram purificados por meio da lavagem de água, pela Palavra – Ef 5.26; Jo 7.37-38. 

4 – Como Davi guardou as pedras no seu alforje antes de lutar contra Golias, a Igreja de Jesus será levada para o “alforje celestial” antes da guerra de Armagedom. E da mesma forma que Davi saiu ao encontro do Gigante com as 5 pedras guardadas, os santos virão com Jesus, em Sua Segunda Vinda para a batalha final – I Sm 17.40;1 Tess 4.16-18. 

5 – A pedra também simboliza Jerusalém vitoriosa contra todos os seus inimigos – “NAQUELE DIA FAREI DE JERUSALÉM UMA PEDRA PESADA PARA TODOS OS POVOS EM REDOR” – Zc 12.2-3. 

Aconteça o que acontecer, as seguintes palavras serão cumpridas plenamente em breve. 

“Eis que vem um dia do Senhor, em que os teus despojos se repartirão no meio de ti. Pois eu ajuntarei todas as nações para a peleja contra Jerusalém; e a cidade será tomada, e as casas serão saqueadas, e as mulheres forçadas; e metade da cidade sairá para o cativeiro mas o resto do povo não será exterminado da cidade. 
Então o Senhor sairá, e pelejará contra estas nações, como quando peleja no dia da batalha. Naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente;...” 

Zacarias 14.1-4. 


-

3 comentários:

  1. Olá Vigilante! Achei muito interessante tudo o que você escreveu. Meus parabéns pelo seu esclarecimento à respeito desse Sagrado Livro!
    Eu gostaria de te fazer uma pergunta e que você me dissesse se ela tem algum sentido ou não, por favor. Muitas vezes, ao ler a Bíblia, tenho a impressão de que "Israel" não se refere somente à Terra Sagrada mas, também, e principalmente, ao povo, de uma maneira geral, e a cada um de nós, a cada indivíduo. É como se Deus estivesse falando exatamente conosco (comigo, com você, com todos nós). Você não percebe isso também? Ou isso é somente uma abstração minha, pura e simplesmente?
    Agradeço à esse espaço e espero que toda a turves que existe nesse mundo, nessa vida e em cada um de nós possa ser dissipada. Fique(m) com Deus e obrigado! D.L.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza amigo muitas vezes onde esta escrito ''Israel'' é Deus falando pessoalmente e coletivamente com cada um de nós.
    Pessoalmente pois Ele nos chama individualmente, num encontro com Ele pessoal e intimo.
    Coletivamente pois Ele se refere a todo seu povo, seja israelita de sangue ou não, mas que ame e busque a Ele de ''Israel''.
    Pois o nome Israel significa Aquele que luta com Deus, num sentido mais profundo, aquele que luta em busca de Deus.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito. Estava pesquisando sobre o tempo cíclico na Bíblia e caí em seu texto. Também não creio num mundo linear e concordo com sua colocação e interpretação bíblica.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...